Liderança e trabalho em equipe: a importância para a sua empresa


Você conhece o papel de um líder? Nunca teve uma pulguinha atrás da orelha para saber de fato o que ele precisa fazer e ser para o negócio crescer? E o trabalho em equipe faz realmente a diferença dentro de uma empresa? Confira a importância da liderança e trabalho em equipe no funcionamento de uma empresa e como eles podem mudar o rumo do seu negócio, para melhor, é claro. rsrs

Em muitas famílias a figura de um pai ou de é uma mãe é vista como um(a) líder. Pare alguns minutinhos, como você imagina essa figura?

Um líder fazendo o tema de casa dos filhos? Um líder acobertando quando a mãe dá um puxão de orelha? Ou então, aquele que apesar de não estar muito presente coloca a comida na mesa?

Um bom líder como figura de pai ou de mãe é aquele que auxilia o filho com o tema de casa, aquele que ensina junto com a mãe o que é errado e o que é certo, aquele que mesmo colocando a comida na mesa está presente no crescimento de um filho.

Imagine a figura de um líder dentro da empresa, como esse pai, esse líder.

O papel do líder não consiste apenas em delegar funções. O líder deve ser visto com uma figura central, conduzindo os trabalhadores para explorarem suas habilidades, suas competências e conhecimentos profissionais.

Ele precisa andar lado a lado para identificar a expertise e saber desenvolver os talentos dentro da empresa, porém, é preciso ficar atento que o líder realiza planos estratégicos e conduz seus profissionais para aprimorar suas habilidades e não serve como apoio por completo, ou seja, ele não pode desenvolver a tarefa por seus empregados, mas sim auxiliar no desenvolvimento de suas atividades. 

Liderança e trabalho em equipe: como construir essa aliança?

Muito bem, agora que você já compreendeu o papel do líder é preciso saber criar uma aliança entre líderes e equipe. Para que ambos trabalhem em prol de um bom resultado é preciso seguir algumas recomendações ou podemos chamar de caminhos, uma trilha que você precisa seguir. Vamos lá?

1. Motivação:

Você deve se perguntar: O que preciso fazer para que meus empregados tenham prazer em trabalhar na minha empesa e busquem sempre resultados ainda mais satisfatórios? Será que se eu entregar algum presente ou um lanche de agradecimento é a solução? Aumentar um pouquinho mais o salário pode ser uma ótima ideia?

Os presentes e os lanches fazem parte da experiência do empregado. O salário pode ser por merecimento e por toda sua dedicação dentro da empresa, mas a motivação é muito mais fácil de ser atingida.

Se o líder agir com postura de igualdade, se esforçar tanto quanto todos os envolvidos e andar lado a lado, os profissionais irão dar o seu melhor para atingirem juntos os bons resultados de uma forma mais assertiva.

Lembre-se, o líder é como um espelho, o empregado se enxerga neste profissional e segue seus hábitos do dia a dia.

2. Relações mais saudáveis:

É muito comum acompanharmos desgastes e comportamentos indesejados em grandes empresas. Uma fofoca aqui, um desentendimento ali, mas como manter isso longe da sua empresa? A resposta é muito mais fácil do que você imagina, na liderança.

Os líderes precisam estar próximos de seus empregados. Sim, precisamos reforçar muito isso! Delegar e acompanhar as atividades e principalmente incentivar o bom relacionamento com ele e também entre si.

É muito importante ficar longe de competições e saber resolver os conflitos com uma boa conversa. Um diálogo pode resolver grandes questões e aproximar ainda mais os profissionais para um bom desempenho dentro da empresa.

3. Mudanças:

Muitas vezes a mudança pode significar algo difícil ou doloroso para alguns profissionais, pode ser um grande desafio nas empesas, mas é preciso. Vamos a um exemplo.  

Você possui um excelente funcionário no setor de recursos humanos, super dedicado e que quer participar do crescimento da sua empresa, mas, infelizmente, neste setor ele não está rendendo e não está desempenhando um bom papel. Será que a melhor decisão é demitir esse empregado?

Analise esse profissional, suas habilidades, converse com ele, identifique seus talentos e mude o seu setor. Não perca um grande profissional por isso, saiba realizar mudanças positivas que agreguem no seu negócio.

4. Aproximação e pertencimento:

Nada melhor e mais gratificante do que seu empregado vestir a camisa, não é mesmo?

Antigamente os profissionais buscavam o seu melhor para se destacarem em suas carreiras e terem um bom retorno financeiro. Hoje em dia esse cenário se transformou. Os empregados querem pertencer a algo maior, querem se sentir valorizados, fazer parte do crescimento da empresa e assumir um papel importante. Para isso, mais uma vez, é preciso um trabalho em conjunto entre equipes e líderes.

Tudo isso que falamos até agora pode mudar o cenário da sua empresa. Seus funcionários e os líderes irão produzir resultados ainda mais satisfatórios. Por isso, conheça a sua equipe e entenda suas necessidades e desejos; saiba ouvir as opiniões e sugestões para adaptar ao seu negócio; tenha o hábito de realizar feedback, é uma ótima oportunidade para os empregados saberem o que estão acertando e o que estão errando no dia a dia; e por último, trabalhe em equipe, é preciso dividir as responsabilidades de seus profissionais para que não tenha sobrecarga de serviços e que juntos pensem em uma solução ainda melhor para a entrega do serviço.

Todas essas movimentações transformam o seu negócio e viram resultados de fato. E o resultado disso é uma cultura inovadora e ágil que deve ser replicada todos os dias.

Gostou do conteúdo?
Conta pra gente nos comentários! :)

E se o assunto for a contabilidade da sua empresa, entre em contato com nossos especialistas

 

Fonte: IBC Coaching

Deixe um comentário