FATURAMENTO: tudo o que você precisa para sua empresa


 

Já foi ao banco para ver algum financiamento ou empréstimo e eles pediram: me passa o seu relatório do faturamento? Neste artigo vamos explicar o que é faturamento, o que ele indica, como aumentar e a diferença entre lucro e faturamento. Vem comigo!

 

O que é faturamento?

Bom, faturamento, nada mais é, do que o montante em dinheiro que a sua empresa conseguiu conquistar por meio das vendas ou prestação de serviços ao longo do tempo.

Como assim?

Digamos que você tenha uma loja de roupas. A cada peça vendida um valor em dinheiro entra para o caixa da empresa. A soma desses valores vendidos ao final de um mês, é o faturamento do mês.

Se você vendeu do dia 1 ao dia 30, várias peças de roupas que resultaram em 10 mil reais para a empresa, então seu faturamento de 1 mês foi de 10 mil reais.

Vamos a um exemplo mais detalhado: se em um dia você vendeu uma camisa de R$ 150,00; uma calça no valor de R$ 200,00 e um vestido no valor de 340,00. Ao final desse dia o seu faturamento foi de: R$ 150,00 + R$ 200,00 + R$ 340,00 = R$ 690,00.

É importante destacar que o faturamento é oriundo do exercício da atividade da sua empresa e que ele considera o valor inteiro da venda, então você não vai fazer nenhum cálculo excluindo o valor dos impostos, da folha de pagamento, da conta de luz, internet, nada disso. É só o valor total da venda e pronto!

Logo, quanto mais você vender, maior vai ser o seu faturamento.

 

O que o faturamento indica?

Claro, faturamento sozinho não indica boa saúde financeira da sua empresa. Você pode ter um faturamento bem alto, mas não ter lucro, se as suas despesas forem maiores do que o faturamento.

De qualquer forma, o faturamento evidencia uma boa saída de mercadorias (seja produto ou uma prestação de serviços) e isso aponta se você pode vender bem ou não. É por isso que ao buscar um financiamento ou qualquer linha de crédito os bancos vão pedir sobre o seu faturamento dos últimos 12 meses.

 

Por que bancos e instituições financeiras pedem o meu faturamento?

Quando você procura por um financiamento, um empréstimo ou qualquer linha de crédito, estará pedindo um valor em dinheiro ao banco e prometendo devolver esse montante com juros e correção monetária. O juro é o lucro dessa instituição financeira. Se você não pagar corretamente, eles perderão dinheiro. Seria como se você vendesse uma camisa em 10 vezes e o cliente não pagasse as parcelas.

O que eles estão analisando para poder liberar o valor em dinheiro é: será que essa empresa vende bem? Eu preciso que ela venda bem para poder pagar de volta o dinheiro que estou emprestando hoje.

Se o seu faturamento for ruim (ainda for muito baixo) o banco até poderá emprestar dinheiro, mas ao fazer isso ele assume um risco maior de que você possa não pagar no futuro. Como o risco do banco é maior, os juros cobrados provavelmente serão mais altos. Assim, a instituição financeira poderá recuperar parte do valor investido em você em poucas parcelas.

Por outro lado, se o seu faturamento for alto, o banco entende que você vende todo mês muito bem. Assim, as chances de você conseguir pagar corretamente todas as parcelas do empréstimo/financiamento são maiores. Por isso, eles não têm receio de emprestar o valor a juros mais baixos, porque sabem que ao longo dos meses você vai cumprir com a obrigação de pagar a eles.

Você pode empregar a mesma condição na sua loja. Suponhamos que você vai vender aquela camisa novamente. Ao vender para uma cliente antiga que sempre pagou em dia e compra várias vezes na sua loja é mais fácil fazer condições especiais, pois a sua confiança nessa cliente é grande. Agora, imagine que entra na sua loja uma pessoa que você desconhece e pede para pagar parcelado em 12 vezes e somente em dinheiro, sem cartão de crédito. A pessoa pode até pagar certinho, mas você terá uma insegurança muito maior em aceitar essa condição, pois aumentam as chances de levar um calote.

Claro que essa não é uma regra absoluta, existem exceções, mas é essa lógica que a maioria das instituições financeiras segue. Desta forma, quanto maior o seu faturamento, melhores as linhas de crédito que você terá acesso (provavelmente elas terão maiores prazos e menores taxas de juros).

 

Certo, mas com faço para que meu faturamento seja alto?

A resposta é simples de falar e difícil de aplicar... venda bastante! Aqui vale a sua criatividade e esforço para se destacar onde você estiver.

Vamos continuar com o exemplo da loja de roupas, para vender mais essa loja pode:

1.      Ter um lindo feed de Instagram com as peças da loja com fotos claras e bonitas;

2.      Ter a possibilidade de vendas pelo WhatsApp;

3.      Embalar e vender para todo o Brasil;

4.      Fazer lives de vendas de roupas com promoções especiais das coleções passadas;

5.      Promover coquetéis de lançamento das coleções novas;

6.      Fazer sacolas de roupas na condicional e enviar para as clientes mais fiéis provarem no conforto de suas casas (separando o estilo das peças que elas gostam);

7.      Na loja física proporcionar um ambiente sempre limpo, arrumado, cheiroso, com música agradável;

8.      Na loja virtual proporcionar um site simples, fácil de mexer, com opção de compra rápida e um acesso a atendimento pelo WhatApp.

9.      Independente de atender na loja física ou online, ter sempre boa educação, cordialidade, e mostrar entusiasmo ao falar com as clientes.

- Isso tudo garante, com certeza, que eu venda bastante?

- Não.

- Mas dá muito trabalho!

- Dá mesmo. Por isso nem todo mundo está disposto a fazer e a manter isso tudo por muito tempo. É justamente por essa razão que ao tomar essas atitudes você terá maiores chances de vender mais, logo, de faturar mais.

 

Faturamento x Lucro

Outra dica importante é que faturamento alto sozinho não garante que sua empresa está indo bem. Faturamento não é lucro, porque considera o valor total da sua venda, ignorando todas as despesas que a loja teve.

Vamos aos exemplos!

Imagine que essa mesma loja de roupas comprou uma camisa do fornecedor por R$ 100,00 e vendeu ela a R$ 120,00. Será que ela teve lucro na operação? A resposta certa é: somente com esses dados, não tem como saber.

Para saber se a loja teve lucro com essa operação temos que considerar: o preço pago pela camisa ao fornecedor, quanto de luz essa camisa usou da loja até que tenha sido vendida, qual o percentual do salário da vendedora que essa camisa utilizou para ser vendida, qual o percentual de internet, água, telefone, enfim... tudo o que a loja gasta mensalmente para proporcionar que essa camisa tenha sido vendida.

Isso é saber precificar, porque se o preço da venda da camisa não cobrir todos os gastos que ela gera para a loja, a cada venda realizada você perde dinheiro, pois na verdade, essa camisa custou para você muito mais do que os R$ 100,00 pagos por ela.

Por isso, a regra geral é: sempre aperte o cinto nas despesas, gaste seu dinheiro com sabedoria, invista naquilo que te dá retorno e garanta que o seu faturamento e também o seu lucro sejam altos.

Se você ficou com dúvidas sobre esse tópico e quer saber mais sobre lucro e precificação, basta clicar aqui!

 

Deu para perceber que faturar bem exige bastante esforço e que os melhores créditos estão disponíveis justamente para quem fatura mais. É assim mesmo, dinheiro gera dinheiro, para garantir bons negócios é preciso persistir.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário e compartilhe com outros empreendedores!  :)

 

Deixe um comentário

Franciellen freire

Otimo, bastante esclarecedor.

13/05/2021 às 12h29

Razonet Contabilidade Digital

Oi, Franciellen!!

Ficamos felizes em poder esclarecer. A nossa missão é ajudar os empreendedores a crescer, por isso trabalhamos em melhorias e conteúdos todos os dias para proporcionar uma experiência ainda melhor.

Um abraço! (:

13/05/2021 às 13h17