Dicas abrir empresa sem dinheiro

7 dicas para começar uma empresa com pouco dinheiro

Publicado em: 17/07/2019

Dicas úteis para dar o pontapé inicial mesmo com recursos limitados

 Setenta e sete por cento (77%) dos brasileiros tem o sonho de empreender. Entre os que estão empregados, dois a cada três gostariam de pedir demissão para poder ser dono do próprio negócio. Esses são os dados de uma pesquisa publicada recentemente e encomendado pela Herbalife Nutrition e conduzida pela OnePoll em 24 países. 

Os números, na verdade, não chegam a ser uma novidade para quem trabalha com finanças e empreendedorismo. Afinal, quem não gostaria de ter seu próprio negócio? De poder trabalhar com aquilo que mais gosta e prosperar?  

A questão é que empreender nem sempre é fácil, especialmente quando o dinheiro é curto. Para quem pensa em abrir um negócio com recursos próprios, sem contar com empréstimos ou investidores, é  preciso criatividade, dedicação e muita força de vontade, para contrariar os prognósticos e se tornar um empresário bem-sucedido dentro do seu ramo de atuação.

Para te ajudar nessa árdua tarefa elencamos 7 dicas para começar seu negócio com recursos limitados

1.VALIDE SUA IDEIA (OU PEÇA AJUDA)

A primeira dica parece ser a mais simples mas muita gente não a segue. Pode ser que a sua ideia seja inovadora, ou que você esteja abrindo um negócio que já existe, uma franquia, por exemplo. Não importa. Você precisa validar a sua ideia. Será que ela é viável, existe um público consumidor para o seu produto ou serviço? O local escolhido é o ideal? E por aí vai. Contate outros empresários, converse com possíveis clientes, busque ajuda de instituições como o SEBRAE, por exemplo. Ter uma ideia clara da viabilidade do seu negócio te ajuda a evitar percalços e gastos desnecessários, por exempl

2.TENHA UM PLANO DE NEGÓCIOS

Com uma ideia clara de que o seu negócio pode sim dar certo, você precisa “desenhar” um plano de negócios. A análise dos concorrentes, as suas forças, oportunidades, fraquezas e ameaças, definir qual o seu público alvo, a missão, visão e valores, investimento, previsão de lucro, metas e outros dados essenciais podem te ajudar a evitar que erros sejam cometidos pela falta de planejamento, diminuindo as incertezas do seu negócio.

É bom lembrar que o plano de negócios é útil também para quem está ampliando o empreendimento.

3. USE SUA REDE DE CONTATOS

Networking é tudo. Utilize sua rede de contatos não só para divulgar o seu negócio como para pedir sugestões, feedbacks, etc. O “boca a boca” ainda é o meio mais eficiente de divulgação e o melhor de tudo é que é grátis. Use a internet e as redes sociais a seu favor. 

Crie grupos, participe de fóruns e aposte em ações que não tenham custo, antes de direcionar seus esforços para o marketing e para a publicidade paga. Use as ferramentas gratuitas para sentir a reação do público antes de fazer apostas mais altas.

Seus contatos podem vir a ser seus primeiros clientes, sua referência, seu estudo de caso e, melhor de tudo, vão gerar mais negócios.

4. BUSQUE UM SÓCIO

Muita gente ainda fica com a pulga atrás da orelha quando o assunto é sociedade. O medo de dar errado, de ser passado para trás, entre outras coisas fazem com que muitos empreendedores se arrisquem no mundo dos negócios sozinho. Mas um sócio pode te ajudar não só financeiramente. Ter alguém para dividir e compartilhar ideais, conhecimento, contatos, e até possíveis problemas pode fazer seu negócio decolar mais rápido. 

5.INVISTA EM MARKETING DESDE O INÍCIO

Falamos em utilizar sua rede de contatos e a internet a seu favor. Isso não deixa de ser uma estratégia de marketing. Existem no mercado formas baratas de divulgar seu produto ou serviço com a ajuda do marketing (seja ele digital ou tradicional). Pesquise opções que se encaixem no seu orçamento. Mas não deixe de comunicar ao seu público-alvo que você existe. Afinal, a propaganda é a alma do negócio.

6. REINVISTA NO NEGÓCIO

A princípio pode parecer um círculo sem fim. A dica de ouro aqui é: lucro deve ser reinvestido no negócio. Difícil? Sim! Mas tenha em mente que ao focar diretamente nos lucros e retirar dinheiro da empresa você não conseguirá investir em novas oportunidades que aparecerem, tendo que buscar investimentos externos.

A gestão financeira do seu negócio é uma das áreas que você deve ter maior atenção. Aqui vale a pena contar com a ajuda de profissionais qualificados para te guiar no que deve e não deve ser feito, em qual momento e de que forma. Uma contabilidade digital pode ser uma solução eficaz e econômica.

7. SEJA CAUTELOSO

Sabe aquele ditado: “não dê um passo maior que a perna?” Pois é, aqui essa máxima deve ser seguida à risca. Adapte o seu negócio à realidade financeira que você possui. Seja realista, comece pequeno. Seja cauteloso, mas não deixe de arriscar. Bom, é possível ser ousado sem comprometer os investimentos da sua empresa. Busque parcerias, oportunidades de divulgação. Estude o mercado, descubra novas possibilidades. Ser realista e cauteloso não significa ser acomodado. A sua empresa só vai crescer se você tiver “fome” de conhecimento, for criativo e buscar novas formas de se diferenciar no mercado.

Ser empreendedor é um desafio individual, que pode trazer ganhos pessoais e financeiros. Encare seu negócio com disciplina, responsabilidade, dedicação e persistência e os resultados virão.

 Gostou desse conteúdo? Conta pra gente o que achou!

Razonet Contabilidade

Ainda com dúvidas?

Veja aqui as principais perguntas e as respostas